RECEBA O CONTEÚDO DO BLOG NO SEU E-MAIL!

10 motivos para utilizar chatbot nos negócios

Transformação Digital, Jornada do Usuário | Publicado por Time MJV on 1/mar/2018 16:17:07

alex-knight-199368-unsplash-1.jpg

Na era digital, o relacionamento entre usuários e mercado é preocupação diária. Com frequência, ferramentas e aplicativos são lançados para estreitar a comunicação e atrair internautas com potencial de se tornarem clientes. É neste cenário que a  mobilidade e inteligência artificial (I.A.) se unem para facilitar o contato com os consumidores e gerar resultados mais focados em seus desejos: surge a geração dos bots mais complexos e que simulam o raciocínio humano - os chatbots.

Esses robozinhos que interagem, criam análises e obtém respostas para diferentes situações, podem contribuir para otimizar o CRM junto a seus leads e alavancar negócios, independente do porte da empresa.

Conheça 10 motivos para implementar essa prática:

1 - Agilidade no atendimento:

Para empresas que possuem alta demanda de CRM e querem reduzir o tempo com atendimento pessoal, o chatbot pode ser a solução quando existe extensa quantidade de respostas, permitindo solucionar dúvidas, transmitir novos conhecimentos e orientações, assim como controlar processos. Tudo isso em pouco tempo e de forma prática.

2 - Melhoria na experiência do usuário:

A interface de conversas é simples, e muito similar aos aplicativos de mensagens de texto, o que garante uma boa experiência do usuário, independente da idade. E inserido nos micro-momentos, fica mais nítido entender que um bom atendimento pode gerar conversão e fidelização da marca.

3 - Tecnologia em constante aprimoramento:

Para realizar diálogos mais elaborados, o número de dados armazenados pelo chatbot vai aumentando constantemente, garantindo mais eficiência nas relações cliente-empresa.

4 - Chatbot integrado ao CRM:

Os sistemas de CRM, geralmente, armazenam suas informações em servidores externos (nuvem), o que minimiza a perdas de dados, em caso de mau funcionamento de máquinas.

Com todos os setores integrados, o acesso do chatbot às informações é praticamente imediato, agilizando atendimento e reduzindo margens de ruído nas conversas.

5 - Pode ser configurado de acordo com a necessidade:

Algumas situações menos complexas, e que precisam ser resolvidas em um tempo menor, podem ser dirimidas pelos robôs: chatbots devem ser usados como facilitadores, mas jamais substituir integralmente o trabalho humano. Sabendo como o seu usuário se comporta, é possível configurar um CRM mais responsivo e com isso, configurá-lo para que atenda no momento certo e onde os bots podem ser mais úteis.

6 - Competência e autoridade no mercado:

Velocidade na resolução de problemas também significa competência e autoridade no mercado. A tecnologia empregada nos chatbots permite que dúvidas primárias sejam sanadas mais rápido e evita que o cliente permaneça em filas de atendimento.

7 - Os bots são capazes de resolver situações delicadas:

Alguns cliente possuem demandas mais delicadas, principalmente em momentos de negociar dívidas: nessas horas, falar com um atendente pode ser constrangedor. Automatizar simulações de financiamento podem ser úteis para resolver essas pendências e evitar que o cliente se exponha tanto.

8 - Otimização de processos:

Alguns procedimentos que demandam ao cliente a comunicação presencial ou por email para selar acordos, receber documentos e outros protocolos, já são substituídos pelos chatbots. A empresa americana de aviação KLM é um exemplo prático disso, ao fazer uso dos robôs para o envio de passagens e outras informações pertinentes. Eles ainda podem contribuir para otimizar ações de marketing e vendas ao sugerirem a compra de determinados produtos e serviços.

9 - Atendimento full time e imediato:

Os chatbots funcionam 24 horas por dia, 7 dias por semana, mantendo a marca próxima ao cliente em todos os momentos. Além de propiciar um canal de comunicação mais acessível e imediato, permite uma realocação da equipe de trabalho em funções mais estratégicas.

10 - Canal versátil e interativo:

Os chatbots são versáteis e podem ser utilizados em diversos segmentos: Educação, Saúde, Entretenimento, mercado corporativo em geral. Robôs como SIRI, do sistema iOS, e Cortana, do Windows, empoderam as formas automatizadas de pesquisa online, modificando as formas de comunicação.

 

Agora que você já sabe os motivos, defina o seu objetivo e valide o potencial dessa ideia antes de investir.  Crie um MVP para saber exatamente que tipo de trabalho o seu bot pode realizar: vender, captar informações, tirar dúvidas sobre os produtos e/ou serviço que sua empresa realiza, etc.

O importante é pensar objetivamente qual canal será ideal para alocar seu chatbot: no site da empresa, redes sociais, etc. E entender que diferentes personas são atingidas quando os bots são utilizados de forma estratégica: testando antes, o investimento final vai gerar melhores resultados.

Com a crescente necessidade por agilidade que o mercado impõe às empresas, é necessário, cada vez mais, utilizar tecnologia para engajar e desenvolver relacionamentos que consideram as particularidades de cada consumidor. E a implementação desse sistema tem custo mais baixo quando comparada a outras soluções.

O caráter adaptável dos chatbots permite que sejam “quase humanos” no trato de cada caso como “único”, garantindo confiabilidade à marca. Basta, então, lembrar que os bots sempre trabalharão com e para os homens, e nunca para substituí-los integralmente. 

Categorias: Transformação Digital, Jornada do Usuário

Nova call to action

Deixe seu comentário

Receba o conteúdo do blog no seu e-mail!

Posts recentes