RECEBA O CONTEÚDO DO BLOG NO SEU E-MAIL!

Acompanhamento ágil: como gerenciar projetos com ferramentas de Scrum

Metodologia Lean | Publicado por Time MJV on 8/set/2017 15:55:01

Descubra-o-que-é-Scrum-e-como-ele-se-aplica-à-gestão-de-projetos.jpg

Se você já baixou e utilizou as ferramentas de planejamento ágil, chegou o momento de partir para o acompanhamento do processo a partir do Scrum. Depois de fazer o download e imprimir nosso toolkit, é preciso iniciar o controle do projeto, acompanhando a evolução das estórias que foram criadas e aprovadas.

 

Através da utilização do Scrum Board e Burndown Chart, a equipe pode visualizar se o esforço empregado e as entregas feitas estão em equilíbrio com as metas definidas para o projeto e, a partir disso, pensar de forma estratégica ações que tragam melhores resultados. Essa é uma das vantagens da aplicação de métodos ágeis, como o Scrum: ser baseado na mudança contínua, possibilitando que dificuldades sejam identificadas e ajustadas no decorrer do projeto.

 

O Scrum Board é um quadro que auxilia a equipe a enxergar em que nível está o desenvolvimento das estórias definidas para gerenciar o projeto, sendo dividido em colunas de: a fazer, fazendo, testando e pronto. Cada membro prioriza suas atividades em papéis autoadesivos no Scrum Board e movimenta as estórias até que sejam concluídas durante a sprint. É importante que esteja sempre atualizado, assim, todos os envolvidos têm uma dimensão de como está o andamento do projeto e do que podem fazer para contribuir com a agilidade das entregas.

 

Já o Burndown Chart funciona como um medidor da performance da equipe. Esse gráfico apresenta, no eixo horizontal, os dias da sprint e, no eixo vertical, os story points, partindo do máximo de pontos da sprint até zero que vão sendo indicados ao final de cada dia. Conforme os pontos de estória vão sendo concluídos, diariamente, uma forma é composta no gráfico, indicando o avanço dos pontos de estória finalizados pela equipe. Já a reta representa a demanda do cliente naquele período (sprint). A visibilidade do ritmo passa a ser maior, permitindo analisar se a meta da sprint está sendo alcançada conforme o planejado.

 

Scrum Board

product backlog.jpg

  1. Posicione o Scrum Board em um espaço acessível à equipe do projeto, para que consigam preencher com suas estórias.
  2. Transcreva para o Scrum Board as estórias do Backlog, em ordem decrescente de prioridade.
  3. Utilizando papéis coloridos autoadesivos, identifique em que momento as ações de cada estória se encontram: a fazer, fazendo, testando ou pronto.
  4. Conforme as ações vão progredindo, atualize o Scrum Board com o status de cada estória, até que alcance o “pronto”.

 

Burndown Chart

BURN.jpg

  1. O primeiro passo é colocar os dias da sprint no eixo horizontal e os history points no eixo vertical. No topo do eixo vertical estará o número que representa a soma de todos os story points da sprint. Em seguida, trace uma reta deste total (topo do eixo) até o último dia da dia sprint. Representada por uma reta azul na imagem, ela aponta o total planejado e demandado pelo cliente durante a sprint.
  2. Ao final de cada dia, indique no gráfico quantos history points foram concluídos. Ao longo do processo, uma linha variável irá se formando (representada pela linha vermelha), demonstrando o ritmo de trabalho da equipe na sprint . Quanto mais próxima da linha azul (planejamento), melhor.

Interessado em receber o conteúdo da MJV no seu email? Se inscreva abaixo!

Categorias: Metodologia Lean

Nova call-to-action

Deixe seu comentário

Receba o conteúdo do blog no seu e-mail!