RECEBA O CONTEÚDO DO BLOG NO SEU E-MAIL!

Como identificar, atrair e reter intraempreendedores em potencial?

Design Thinking | Publicado por Time MJV on 22/dez/2016 16:24:30

Com a evolução da sociedade e o amplo acesso à informação, a criatividade foi deixando de ser um "dom" exclusivo da classe artística e passou a ser entendida como uma qualidade que pode ser trabalhada e desenvolvida. Dessa forma, uma empresa pode ser inteiramente composta de pessoas criativas; basta que elas sejam estimuladas e treinadas para isso.

Assim como a criatividade, o empreendorismo também pode ser estimulado e ensinado. No entanto, essa atividade vem acompanhada de uma série de desafios que exigem uma certa postura e características pessoais essenciais para que a empreitada seja bem-sucedida. Em nosso último post, revelamos 3 obstáculos para o sucesso do intraempreendedorismo nas empresas e explicamos o que é esse conceito que vem chamando a atenção dos executivos. A seguir, vamos mostrar como encontrar esses intraempreendedores dentro de sua organização. 

Identificando intraempreendedores

identificando-intraempreendedores-blog-mjv.pngEm primeiro lugar, é importante ter em mente que qualquer empresa tem pessoas com potecial intraempreendedor. Identificá-las, contudo, exige a observação constante do corpo de funcionários, de como as atividades estão distribuídas e de como elas são executadas.

Outro ponto fundamental é que essas pessoas não se encontram apenas em cargos gerenciais, o que exige que os responsáveis pela tarefa de encontrar esses talentos analisem o contexto sob outra perspectiva. 

Para ajudar nesse processo, listamos abaixo 4 características importantes dos intraempreendedores que podem ser observadas.

 

Intraempreendedores são ‘estufas’ de ideias.

Ao ter contato com algum estímulo que possa gerar uma ideia, ou ao enxergar uma oportunidade em uma ideia aparentemente desinteressante, os intraempreendedores ficam com ela na cabeça. Eles a analisam e pensam em diferentes formas de colocá-la em prática, antes mesmo de comentar a respeito com alguém. Ao compartilhar suas descobertas, comumente eles já possuem um plano de ação pronto ou até mesmo algo inteiramente novo baseado na ideia inicial.

Dinheiro não é a motivação. 

Como qualquer outro colaborador, o intraempreendedor quer ser remunerado de forma justa, mas esse não é o seu  norte ao encarar qualquer desafio. O reconhecimento e a possibilidade de influenciar com liberdade são as suas motivações principais. Compensação monetária e possíveis prêmios podem funcionar como uma métrica do seu desempenho como intraempreendedor, mas não são uma meta.

Intraempreendedores não têm medo de correr riscos e errar.

Uma das mais importantes características do intraempreendedorismo é a agilidade das startups e uma mentalidade diferente em relação a erros (“errar rápido para acertar rápido”). O intraempreendedor entende que para fazer algo realmente inovador é preciso quebrar a rotina, seja para fazer algo sem precedentes, seja para melhorar algo que já existe. Isso implica em cometer alguns (ou muitos) erros durante o processo e aprender com eles, até achar o modelo ideal.

Intraempreendedores são íntegros e autênticos.

Esqueça aquele comportamento aristocrático comumente associado à empresários bem-sucedidos: um estudo divulgado na Harvard Business Review revelou que muito embora intraempreendedores exalem autoconfiança e autoconhecimento, eles também apresentam a humildade como característica comum.

Só o começo

identificando-intraempreendedores-2-blog-mjv.pngAo identificar esses perfis, no entanto, o trabalho não está terminado. Por mais que os funcionários e ideias selecionadas sejam consideradas apropriadas, o colaborador em questão não é um empresário ou empreendedor com anos de experiência.

O apoio da gestão e o reconhecimento, assim, são imprescindíveis para que ele se sinta motivado a seguir em frente e manter o mindset para criar outras iniciativas. Do contrário, ele pode perceber que o conceito de intraempreendedorismo adotado pela empresa não passa de teatro de inovação, e rapidamente perderá o engajamento.

Esses dois aspectos também são importantes para atrair novos intraempreendedores. Normalmente, colaboradores recomendam a empresa para colegas com valores e interesses em comum. Mas essa recomendação somente ocorre se a experiência na empresa for positiva; ou seja, intraempreendedores atraem intraempreendedores.

A "consultoria" e a colaboração dos intraempreendedores ainda podem auxiliar as lideranças a formular as perguntas certas a fazer a aspirantes ao intraempreendedorismo, e até mesmo a novos candidatos  que não vieram por meio de indicações como as mencionadas acima. O tempo e a experiência, nesse caso, tornam-se fortes aliados nessa busca. 

Você sabe quem são os intraempreendedores da sua empresa?

A pesquisa divulgada na Harvard Business Review também revelou que em uma organização com 5000 funcionários existem ao menos 250 que são inovadores inatos. Desses, pelo menos 25 são grandes intraempreendedores que podem construir o próximo grande negócio da empresa. Cabe à cada liderança estar atenta aos seus funcionários e criar programas para estimulá-los e retê-los.

Olhos abertos e mãos à obra são as palavras de ordem para quem deseja achar as agulhas no palheiro.

Categorias: Design Thinking

whitepaper-intraempreendedorismo-como-agente-da-inovacao-mjv

Deixe seu comentário

Receba o conteúdo do blog no seu e-mail!