RECEBA O CONTEÚDO DO BLOG NO SEU E-MAIL!

Como implementar a cultura de inovação em sua empresa

Design Thinking | Publicado por Time MJV on 2/fev/2017 22:25:28

formas-de-pensar-o-negocio-blog.png

A vida no mundo dos negócios é feita de desafios constantes que cada vez mais exigem a inovação como ferramenta crucial para superá-los. Por mais que o conceito de inovação e a jornada para alcançá-la sejam nebulosos, é consenso que ter uma equipe com um mindset voltado para o pensamento inovador é mais eficaz do que ter apenas alguns poucos funcionários com um determinado treinamento ou experiência.

Um erro comum dos executivos é achar que inovação é o ato de criar muitas ideias novas. Um processo de inovação bem-sucedido implica em um movimento contínuo em direção à uma nova forma de pensar negócios.

A melhor forma de fazer com que sua equipe passe a operar tendo a inovação como a base de suas decisões é criando uma nova cultura corporativa - a cultura de inovação. Mas como fazer com que isso seja uma regra, um característica dos funcionários como um todo, e como isso vai impactar a vida na empresa?

Eventos como hackathons e ferramentas como a gamificação são comumente usadas com esse intuito, mas os laboratórios de inovação também são uma excelente forma de trabalhar o pensamento criativo dos colaboradores de forma holística e contínua.

Mas o que são laboratórios de inovação?

O laboratório de inovação é um espaço, dentro da empresa, usado para criar e testar novas ideias com protótipos de baixo custo antes de serem implementadas. Ele pode ser usado para qualquer desafio, à qualquer momento.

Serve como uma forma de gerar novos produtos ou serviços e ajudam a guiar na reformulação de processos. É útil, também, para verificar as necessidades da empresa e determinar o perfil dos funcionários a serem escolhidos.

Este espaço deve ser desenhado de forma a oferecer condições favoráveis para que a inovação ocorra, o que inclui montar uma equipe multidisciplinar, composta por designers, pesquisadores, administradores, entre outros profissionais escolhidos à dedo (internos ou externos, dependendo das necessidades do laboratório). Diferentes perspectivas e formas de pensar, quando combinadas, podem gerar os melhores resultados.

O laboratório é útil, ainda, para adquirir uma visão macro dos desafios a serem enfrentados, permitindo que as soluções possam ser pensadas por ângulos diferentes, mantendo sempre o usuário final no centro de todo o processo. Neste local, erros são permitidos e são, até mesmo, bem-vindos. Entende-se que os erros iniciais aceleram o processo de aprendizagem, rapidamente abrindo caminho para a melhor solução a ser encontrada. Isso garante que os projetos tenham grandes chances de aceitação antes de serem colocados no mercado.

A importância do papel da liderança

Muito embora os laboratórios de inovação sejam uma eficiente ferramenta para introduzir o processo de inovação nos métodos de trabalho dos funcionários de uma empresa, o apoio e incentivo da liderança é essencial para que a cultura de inovação seja adotada pelas equipes.

Duas características (que estão interligadas) são de suma importância para que a cultura de inovação seja implementada com sucesso: autonomia e cultura do erro.

Gerência e Diretoria devem atuar como orientadores do processo, não como fiscais. Os colaboradores devem se sentir confiantes para testar novas ideias, por mais loucas que elas sejam, sem que isso tenha consequências ruins para eles dentro da empresa caso as ideias falhem (e as chances disso acontecer são grandes). Inovar, afinal, é um constante de exercício de tentativa e erro.

A cultura do erro é um conceito que vai de encontro às diretrizes do mundo corporativo como o conhecemos, e isso pode ser um problema. A excelência e o perfeccionismo são cultivados, incentivados e premiados dentro das corporações; cometer um erro é algo pode manchar a imagem de um profissional.

Essa concepção deve ser derrubada dentro das empresas que desejam introduzir a inovação em seu ambiente de trabalho. Ela impede que os funcionários se arrisquem de forma contínua, e essa continuidade é uma das engrenagens da máquina de inovação.

Parece impossível, mas não é

Implementar uma cultura de inovação em ambientes corporativos, que, em sua maioria, ainda são excessivamente apegados à tradição, pode parecer um desafio inatingível, mas parcerias e consultorias podem fazer dessa empreitada um objetivo tangível. Para isso, essa cultura deve ser incentivada para que todos se sintam à vontade de subir à bordo.

Categorias: Design Thinking

Whitepaper - Cultura de Inovação

Deixe seu comentário

Receba o conteúdo do blog no seu e-mail!

Posts recentes