RECEBA O CONTEÚDO DO BLOG NO SEU E-MAIL!

Design Thinking: criando um Diagrama de Afinidades

Design Thinking | Publicado por Time MJV on 18/fev/2016 14:25:29

Continuando com nossa série de postagens sobre ferramentas de Design Thinking voltadas à inovação em negócios, nesse post vamos conhecer o Diagrama de Afinidades, uma técnica de visual thinking que proporciona, através da organização dos Cartões de Insigths, uma visualização diagramática para ajudar a delimitar os desafios a serem trabalhados.

Diagrama_de_Afinidades.jpg

O que é

O Diagrama de Afinidades é uma organização e agrupamento dos Cartões de insights com base em afinidade, similaridade, dependência ou proximidade, gerando um diagrama que contém as macro áreas que delimitam o tema trabalhado, suas subdivisões e interdependências.

Quando usar

Após as etapas de levantamento de dados da fase de Imersão, os próximos passos são análise e síntese das informações coletadas. Para tal, os insights são organizados de maneira a obter-se padrões e a criar desafios que auxiliem na compreensão do problema.

Quando há uma grande quantidade de dados provenientes da pesquisa (desk e/ou de campo), para identificar conexões entre temas e de áreas de oportunidade para o projeto.

Após a ida a campo e ao final da Pesquisa desk, realizados sem nenhum pré-concebimento, obtém-se uma massa de dados cujos achados mais relevantes são capturados em Cartões de insights. Eles são organizados em uma mesa, no chão ou até mesmo afixados na parede por uma equipe multidisciplinar, de forma colaborativa, para não haver viés único na análise, assim como na foto acima e neste vídeo, que criamos para ilustrar a ferramenta:

Livro Design Thinking - Diagrama de Afinidade from MJV Tecnologia & Inovação on Vimeo.

Efeitos

Nesse processo são identificados temas, subgrupos e muitas vezes critérios que auxiliam no entendimento dos dados. A organização pode ser reiniciada várias vezes e realizada por diferentes grupos de pessoas dependendo da complexidade do tema e da quantidade de dados. O importante é que cada etapa seja registrada e que o resultado final auxilie na compreensão dos dados de campo e contribua para a criação das ferramentas que serão usadas na ideação.


Um exemplo: Identificando áreas de oportunidade para o monitoramento de crônicos

Servindo ao intuito de desenvolver alternativas inovadoras para o monitoramento de pacientes crônicos, o diagrama de Afinidades foi utilizado na análise dos Cartões de insights gerados durante a pesquisa. Este processo permitiu a identificação de conexões entre temas e a listagem de nove áreas de oportunidade para o projeto:

• Hábitos/comportamento; • Prevenção; • relação com o médico; • Sistema de saúde; • Família; • Seguradora; • Tecnologia; • Tratamento; • Corretor.

Ao longo do processo de análise, permeando as áreas de oportunidade, foram também identificados dezoito desafios, posteriormente utilizados na ideação.

Categorias: Design Thinking

Design Thinking - Inovação em Negócios

Deixe seu comentário

Receba o conteúdo do blog no seu e-mail!

Posts recentes