RECEBA O CONTEÚDO DO BLOG NO SEU E-MAIL!

Engajamento de equipes: um fator crítico para o sucesso dos negócios

Design Thinking | Publicado por Time MJV on 23/fev/2017 9:00:00

No último post falamos sobre a importância de manter colaboradores engajados nas corporações, mas todos sabemos que essa não é uma tarefa fácil. Diversos fatores, internos e externos, contribuem para a falta de engajamento da malha de funcionários de uma empresa.

É claro que há fatores externos pessoais dos colaboradores que fogem ao controle das lideranças. Mas internamente, no contexto das empresas, há inúmeras ferramentas, técnicas e fatores comportamentais que podem ser levados em conta ao repensar a experiência dos funcionários no trabalho.

engajamento-no-trabalho-blog-mjv.png

Comunicação, uma palavrinha mágica

A comunicação é um fator importante em todas as relações humanas. Ela pode criar ou resolver problemas. Portanto, não dar a devida atenção a ela no relacionamento com os colaboradores afeta uma série de fatores, como discutimos no último post.

Algumas perguntas podem ajudar a identificar se a sua empresa possui problemas de comunicação com seus funcionários:

Seus objetivos estratégicos estão claros?

Clareza e objetividade são ferramentas poderosas nas relações humanas. Lembre-se: você não está trabalhando com robôs. Sendo assim, é importante comunicar para onde a empresa está indo e traçar metas SMART (sigla em inglês para definir metas Específicas, Mensuráveis, Atingíveis, Relevantes e Temporais), já que são seus colaboradores que o ajudarão a alcançá-las.

Você costuma dar feedback constante?

Elogios e críticas visam melhorar a performance; a mentalidade não é a da “caça às bruxas”, mas sim a de reconhecer os bons resultados e de extrair lições aprendidas dos erros. Para uma comunicação eficiente acontecer é necessário que haja um diálogo, não um monólogo. Então, é necessário manter o canal aberto.

Suas equipes interagem umas com as outras?

Apesar de os times trabalharem para a mesma empresa, é muito comum que uns não saibam o que os outros fazem. Na prática, isso dificulta o processo colaborativo, tão rico para a geração de ideias, para a melhoria de processos e para o desenvolvimento de novos produtos e serviços. Manter as equipes informadas ajuda a integrar esforços e a estimular a colaboração.  

“O que posso aprender com meus colaboradores?”

Chegar à melhor solução para o engajamento de suas equipes tem como ponto crucial aprender sobre elas com elas mesmas, isto é, ouvir os colaboradores e entendê-los sob os seus próprios pontos de vista, considerando o contexto no qual estão inseridos. Essa visão holística do ambiente de trabalho e das relações que o regem pode ser adquirida de forma estruturada e sistêmica.

Sim, existem fatores cruciais para o engajamento que são comuns a todo ambiente de trabalho. No entanto, cada área possui seu próprio ecossistema e peculiaridades. Investigar a fundo as características dos seus times e descobrir o que os motiva mostra comprometimento com o bem-estar das equipes. Além disso, esse reconhecimento aumenta as chances de implementar um sistema eficiente de engajamento, bem como de tomar as decisões certas e, assim, alcançar a aceitação por todos.

Como o Design Thinking pode ajudar

O Design Thinking, a metodologia comumente usada para o aprimoramento de negócios, também pode ser usada para conhecer a sua equipe a fundo, o seu contexto, e descobrir o que realmente a motiva. Pode, ainda, ser usado em conjunto com as técnicas de jogos (ou gamificação) para tornar a execução de tarefas menos burocrática e entediante.

Por ser centrado no ser humano, o Design Thinking auxilia na descoberta e análise do que os stakeholders envolvidos nos processos pensam e sentem. Veja como algumas de suas ferramentas podem ser usadas em favor da sua equipe.

Pesquisa exploratória

É a pesquisa de campo preliminar que auxilia a equipe no entendimento do contexto a ser trabalhado e fornece insumos para a definição dos perfis de colaboradores que serão explorados na Imersão em Profundidade.

Entrevistas

Faz parte da chamada Imersão em Profundidade e é um método que procura, em uma conversa com o entrevistado, obter informações através de perguntas, cartões de evocação cultural, dentre outras técnicas.

Sessões Generativas

São encontros nos quais os atores envolvidos no tema do projeto (colaboradores, gerência e diretoria, por exemplo) dividem suas experiências e realizam juntos atividades que contribuem para uma visão mais ampla sobre o contexto da empresa.

Um dia na vida

Membros da equipe de projeto experimentam um dia na vida do colaborador, ou seja, passam um período de tempo agindo e interagindo no contexto dos funcionários. Dessa forma, é possível “calçar os sapatos” dos colaboradores e compreender suas dores e necessidades na prática.

Cartões de insight

São reflexões embasadas em dados reais das Pesquisas Exploratória, Sessão Generativa, Um Dia na Vida e outras técnicas que podem ser utilizadas, transformadas em cartões que facilitam a rápida consulta e o seu manuseio.

Essas são apenas algumas das ferramentas que podem ser usadas no processo de entendimento de quem são os colaboradores, o que os motiva e quais são os obstáculos para o seu engajamento.

As informações e insights coletados durante esse processo servem de insumo para a geração de ideias (Ideação) e para a cocriação de soluções mais adequadas à realidade dos times e de suas lideranças.

 

Categorias: Design Thinking

Whitepaper - Cultura de Inovação

Deixe seu comentário

Receba o conteúdo do blog no seu e-mail!