RECEBA O CONTEÚDO DO BLOG NO SEU E-MAIL!

Gamificação: 8 passos para implementar a metodologia na sua empresa

Gamificação | Publicado por Time MJV on 5/jan/2018 17:45:07

gamification.png

No início do ano é comum as empresas buscarem novas soluções para continuar à frente do mercado, cada vez mais competitivo. Mas como alcançar - e superar - metas no meio de tanta concorrência? A Gamificação chega às empresas como uma ferramenta para incentivar, engajar e atrair para diferentes processos internos. E equipe motivada é capaz de vestir a camisa da empresa e agregar valor na entrega de projetos.

Abaixo, confira 8 passos para implementar dinâmicas de jogos na sua empresa:

1 - Detectar o problema e seu contexto

Para auxiliar no mapeamento do cenário e na compreensão do usuário, são usadas técnicas de Design Thinking para ajudar na identificação dos desafios, suas causas e efeitos.

2 - Compreender os jogadores

Após a definição dos problemas, procuramos traçar os jogadores e suas variadas expertises. Uma das ferramentas do Design Thinking, utilizada para entender melhor os usuários, é a criação de personas - representações de um cliente ideal, com necessidades, motivações, desejos, expectativas e comportamentos. Esse mapeamento ajuda no desenvolvimento de ideias para produtos e serviços voltados à experiências reais, e facilita no alinhamento de informações entre os envolvidos no projeto.

3 - Definir critérios norteadores e missão do jogo

Os critérios norteadores são as premissas básicas que compõe o projeto, para que aspectos cruciais não sejam negligenciados. Eles são gerados a partir da análise dos dados coletados em campo, em função dos objetivos do negócio.

O ideal é definir qual a missão do jogo, o objetivo principal da iniciativa de gamificação. Neste contexto, é preciso criar missões específicas e mensuráveis, em vez de sugerir atividades genéricas como “aumentar as vendas”. Os objetivos devem ser mais direcionados, como, por exemplo, “estimular funcionários a trocar diariamente informações sobre boas práticas de venda”.

4 - Gerar ideias para o jogo

Após a definição do problema e do seu contexto, do entendimento dos objetivos de negócio, das peculiaridades dos jogadores e tendo a missão definida, são geradas ideias para determinar o formato do jogo.

Assim, são levantadas 3 questões básicas:

  • Qual história será contada usando as mecânicas de jogos?
  • Qual será o tema do jogo?
  • Qual será a estética do jogo?

5 - Definir o jogo e sua mecânica

Neste momento, a mecânica da atividade já pode começar a ser desenhada. O jogo pode terminar quando um jogador conquista um objetivo, por exemplo. A durabilidade pode ser estabelecida a partir do objetivo a ser alcançado.

6 - Prototipar o jogo

Realizamos a prototipação do jogo com o objetivo de validar a ideia gerada, assim como obter insumos para fazer aperfeiçoamentos. Há diferentes formas de fazer um protótipo: alta ou baixa fidelidade (proximidade do objeto e interações reais) e contextualidade (proximidade do público e contexto reais de interação).

7 - Implementar e monitorar o jogo

Após a implementação do jogo, é necessário fazer o gerenciamento constante e avaliar a possibilidade de novas adequações. Por isso, é importante estabelecer métricas que validem melhor as ações, a motivação e o engajamento dos jogadores.

8 - Mensurar e validar resultados

Para criar a criação de métricas, são avaliados o engajamento despertado, o tempo dispensado à atividade e o ROI alcançado.

Quer aprofundar um pouco mais seus conhecimentos em Gamificação? Baixe nosso ebook - Gamification, Inc - Como reinventar empresas a partir de jogos

 

Categorias: Gamificação

Nova call-to-action

Deixe seu comentário

Receba o conteúdo do blog no seu e-mail!

Posts recentes