RECEBA O CONTEÚDO DO BLOG NO SEU E-MAIL!

O que você pode aprender com um projeto global de intraempreendedorismo

Design Thinking | Publicado por Time MJV on 29/dez/2016 9:00:00

Um dos projetos realizados pela MJV em parceria com uma das maiores instituições financeiras do mundo utilizou o intraempreendedorismo como a ferramenta principal de inovação e integração de negócios dentro da empresa.

A organização já havia implementado uma série de iniciativas relacionadas à inovação ao longo dos últimos anos. Um dos muitos resultados obtidos com esses programas foi um enorme aprendizado sobre qual era o sentido da inovação na empresa, e de como esses eventos se traduziam para o seus funcionários.

Construindo as bases para a inovação

construindo-as-bases-para-a-inovacao-blog.png

Esse conhecimento adquirido levou à conclusão de que a empresa deveria transformar a inovação em um processo global, que cobrisse todas as fases de criação, desenvolvimento, estabelecimento e administração de novos negócios, e que estivesse alinhada aos valores da organização. Essa empreitada se traduziu em um projeto maciço e intenso que envolveu todos os departamentos.

A plataforma utilizada para fomentar e cultivar o intraempreendedorismo foi estabelecida em torno de quatro pontos principais que garantem o intraempreendedorismo, baseado em estratégia, estrutura e apoio:

Pilares 

Estratégia e valores combinados para crescimento no centro da estrutura do programa.

Processo

Fases e atividades que definem a fluidez do programa.

Rede

Participantes, mentores, júri e consultores que incorporam o programa.

Ferramentas

Métodos, plataformas e aplicativos que habilitam o programa.

Os três pilares que reforçam o que já mencionamos sobre a importância de o intraempreendedorismo ser uma ferramenta de inovação consistente da empresa são: 

  • Alinhamento estratégico
  • Valores
  • Estratégia de crescimento

Com eles, a finalidade deixa de ser somente fazer os colaboradores gerarem ideias, mas sim conduzir uma iniciativa inserida no contexto do planejamento estratégico da organização

Foi determinado, dentro do alinhamento estratégico, um conjunto de valores que compõem a identidade do grupo de empreendedores do programa. 

Definindo processos

Já o processo de transformar uma ideia em um negócio global foi dividido em 7 fases; para facilitar a execução, tais etapas foram agrupadas em clusters.

As duas etapas que exigem um sinal verde para a ideia ou modelo de negócio progredir dependem de uma avaliação conduzida por um júri especialmente criado para cada uma dessas duas etapas, constituído por gerentes de produtos, integrantes da equipe de inovação, executivos seniores e diretores de negócios. O voto popular também faz parte da votação.

A forma como a evolução do negócio se dará ao chegar na etapa final vai depender muito da situação de cada startup.

Conclusão e ganhos do programa

Este programa permitiu que a cultura de inovação da empresa evoluísse para um negócio de inovação, que seleciona as ideias e projetos com maior potencial e os integra à base de negócios da empresa.

Desta forma, não só a malha de funcionários é empoderada como também as inovações aprovadas são exploradas ao seu potencial máximo, criando lucro real para a empresa e integrando diferentes valores construídos ao longo do processo de inovação instituído ao longo dos anos. Assim, a inovação a longo prazo está garantida. 

Para saber mais sobre intraempreendedorismo para a inovação e como o Design Thinking pode ajudá-lo nessa empreitada, baixe o whitepaper Intraempreendedorismo Como Agente da Inovação.

Categorias: Design Thinking

whitepaper-intraempreendedorismo-como-agente-da-inovacao-mjv

Deixe seu comentário

Receba o conteúdo do blog no seu e-mail!