RECEBA O CONTEÚDO DO BLOG NO SEU E-MAIL!

O papel da prototipagem no Design Thinking

Design Thinking | Publicado por Time MJV on 27/jan/2016 15:06:28

O papel da prototipagem no Design Thinking - Blog MJV

Por que o protótipo é tão importante para qualquer projeto de inovação?

No artigo de hoje iremos abordar uma fase fundamental do processo: a Prototipagem. Última etapa do processo de Design Thinking, é neste momento que as soluções recém-criadas são tangibilizadas, testadas e verificadas na prática. O foco é testar rápido para errar rápido, a um baixo custo; assim, é possível perceber rapidamente a visão dos usuários sobre um determinado produto ou serviço.

Conforme já tratamos aqui no Blog, a Prototipagem (ou Prototipação) é parte inerente ao Design Thinking. Nos workshops de Inovação da MJV, mais conhecidos como DT Experience, os grupos multidisciplinares têm a oportunidade de gerar protótipos nos mais diversos formatos: esquemas em papéis, storyboards, maquetes, encenações, entre outros.  

A criação desses modelos representativos permite demonstrar como um produto ou serviço deveria funcionar na prática e validar hipóteses junto aos usuários. Ao criar essa demonstração, a equipe esclarece e afunila suas ideias, em uma troca contínua de insights trazidos das etapas de Imersão e Ideação.

Estimulando a criatividade

É fundamental fornecer as ferramentas certas para a prototipação das ideias. Materiais simples, como post-its, massinhas de modelar, legos, artigos de papelaria e artesanato - tais como canetas e lápis coloridos -, são apenas alguns dos que podem estimular o comportamento criativo e incentivar as pessoas a "colocar a mão na massa".

Quando prototipar?

A Prototipagem é útil, por exemplo, quando é necessário melhorar a experiência dos usuários (UX), atualizar modelos de negócios e criar novos produtos ou serviços. Em um projeto de longa duração, pode ser refeita ao longo do processo. Depois dos testes, é possível que seja necessário reenquadrar os protótipos e retestá-los. A passagem do abstrato para o físico é um instrumento de aprendizado sob dois aspectos:

Protótipos em Design Thinking - Blog MJVFidelidade do protótipo

Um protótipo pode ser desde uma representação conceitual ou análoga da solução (baixa fidelidade), passando por aspectos da ideia, até a construção de algo o mais próximo possível da solução final (alta fidelidade).

Fidelidade e Contextualidade do Protótipo - Blog MJV

 Fluxo

A natureza dos protótipos - Blog MJV

A natureza dos protótipos propriamente ditos varia muito em função do segmento de atuação de uma empresa e do tipo de solução que deve ser avaliada.

Ele pode ser tanto um prótotipo de interface gráfica - como telas de aplicativos para celular -, como, no caso de um produto, um caixa eletrônico de banco. Ou, ainda, um serviço, simulando a experiência de compra de passagem aérea por um viajante de classe C/D.

Mãos à obra!

Prototipagem_em_Design_Thinking_-_Mao_na_massa.jpg

Uma aplicação real: Wireframes para versão de software em iPhone

A fim de se criar uma versão para iPhone de um software de montagem de retratos falados, foram realizadas diversas iterações de Prototipagem. A equipe, composta por designers e desenvolvedores, recebeu papéis com formato e tamanho de tela de celular, lápis, borracha e canetas marcadores.

Após uma fase inicial de estudo da mecânica do software para computador e das limitações e características de interface gráfica para um aplicativo nativo de iPhone, cada pessoa da equipe começou a desenhar wireframes das telas, assim como o fluxo de navegação.

Prototipagem_em_Design_Thinking_-_Case.jpg
Com um grande número de alternativas geradas, cada um dos participantes apresentou sua proposta à equipe, expondo suas ideias e as soluções encontradas. Assim, foi possível mesclar as melhores
soluções e incorporar diferentes ideias em dois caminhos distintos. Com isso, foi elaborado um protocolo com diferentes questões e tarefas, que foram validadas em diversos encontros com usuários de iPhone, de múltiplos perfis. 

Após algumas rodadas de testes de melhoria dos wireframes e da navegação proposta inicialmente, chegou-se a uma solução final mais assertiva que, em seguida, foi detalhada graficamente pelos designers e implementada pelos desenvolvedores. 

 

Categorias: Design Thinking

Design Thinking - Business Innovation

Deixe seu comentário

Receba o conteúdo do blog no seu e-mail!

Posts recentes